5 trechos literários que marcaram a minha vida

OiOi, turubom?

O post de hoje está repleto de trechos literários incríveis, que marcaram etapas muito importantes da minha vida! Acredito que nós levamos um pedacinho de cada coisa que absorvemos durante nossa vida, sejam momentos, imagens, músicas, e não poderia ser diferente com os livros, em que as palavras e histórias tem o poder de nos tocar tão profundamente. Foi muito difícil escolher só cinco trechos, já que tem livros que se eu pudesse colocaria ele todo aqui 😂.

Bora lá!




1. Livro: As Crônicas de Nárnia


Eu coloco esse livro como o meu número 1, pois é extraordinário o quanto a história é carregada de detalhes e sensibilidade.

Para mim, As Crônicas de Nárnia tem muitas relações com a história da bíblia (inclusive já fiz algumas comparações, clique aqui para conferir), e ver muitas coisas ilustradas por um olhar de uma criança, ou seja, com um olhar de simplicidade e pureza, fez total diferença.

Nesse trecho em específico é descrito como as crianças se sentiram quando ouviram o nome de Aslam, como cada uma se sentiu tocada. A peculiaridade de cada um aqui é levada em consideração, isso faz com que consigamos observar todas as facetas da história, deixando a mesma mais rica ainda.


2. Livro: Outros Jeitos de Usar a Boca


A escritora desse livro, Rupi Kaur, tem um grande influência na minha escrita poética, pois eu me identifico MUITO com a forma que ela dispõe as palavras e trata as temáticas que ela quer abordar! Sou uma grande admiradora do trabalho dela.

Esse foi o caso do livro que mencionei na introdução, se deixasse eu colocava uns cinco trechos, porém esse em específico foi muito tocante para mim por eu ter vivido essa experiência. O meu pai é alcoólatra, minha infância e até adolescência foram difíceis olhando por esse aspecto, e como eu nunca tinha lido nenhuma obra que abordasse essa temática, esse poema foi muito tocante pra mim.


3. Livro: Concurso Nacional de Contos e Poesias

Eu sou completamente apaixonada nessa estrofe desse poema! A autora teve tanta sensibilidade, misturando pontos de feminilidade com as fraquezas dela, ilustrando uma cena poética e simplesmente linda. 

Alguns aspectos geraram uma identificação enorme em mim, tendo em vista que minha cor favorita é azul, acho o tecido de renda uns dos mais lindos e amo essa mescla de ver beleza nas fragilidades e dores.

Esse poema inclusive me inspirou a escrever o meu: 


4. Livro: Cecília Meireles Antropologia Poética


“Eu deixo aroma até nos meus espinhos, ao longe, o vento vai falando de mim.”

Há alguns anos eu tenho praticado o exercício de entender que a vida é marcada de processos e eles geralmente são dolorosos e difíceis, porém eu busco preservar a minha essência todos os dias e melhorar cada vez mais como pessoa. Sendo assim, o aroma, as minhas qualidades e o meu esforço em melhorar cada vez mais, não são diminuídos, e muito menos, resumidos aos meus erros.

“E por perder-me é que vão me lembrando, por desfolhar-me é que não tenho fim” = eu me reinvento todos os dias! Aiai Cecília...


5. Livro: Sermão do Monte


A imagem chega a ser até auto descritiva, né? É tão maravilhoso ver o depoimento da pessoa de quando ela sentiu a presença de Deus, é uma alegria que transborda, que me faz me emocionar!

Esse livro me acrescentou muito em todos os aspectos da minha vida, me ajudou a compreender melhor os ensinamentos de Jesus de uma forma fácil e tranquila. Esse e alguns outros trechos eu levo comigo na minha jornada 💓.


Agora fala pra mim, quais foram os livros que mais marcaram sua vida?



📍 Instagram:

📍 Facebook: 

📍 Compre meu livro de poemas na Amazon:

Comentários

Postagens mais visitadas