Nós estamos sempre com medo



   "Nós estamos sempre com medo". Quem? Quem está sempre com medo? Nós. Mulheres. Sempre estar em alerta. 
   No transporte público torço pra que seja uma mulher que esteja atrás de mim. Droga, é um homem. Ok, respiro e faço a cara mais fechada que eu consigo. Alguns questionamentos aparecem e começam a fazer minha respiração e o meu coração ficarem acelerados. Ele está se mexendo? Se ele fizer algo a quem eu vou poder recorrer nesse momento? Como irei reagir? É um homem muito maior do que eu? Minhas mãos começam a ficarem geladas e só peço a Deus que me proteja e que chegue logo no ponto/estação que vou descer. 1...2...3...Ufa, consegui. Mais um dia sem ter meu corpo tocado sem a minha permissão.
   Achei que já tinha me livrado dessas preocupações, mas esqueço que ainda vou andar uma parte do trajeto na rua. Assovios, "elogios", encaradas, que me deixam totalmente constrangida mesmo eu tendo a coragem de soltar um "o que que você tá olhando?". Claro, falo isso quando eles já estão longe, pois infelizmente me sinto acuada.
    Um calor de 30°C impera e ainda tenho que pensar se devo usar realmente aquele shorts que eu gosto tanto... Droga, mas eu vou ir de transporte público. Ok. Pergunto se nesse dia meu amigo irá fazer o mesmo trajeto que eu. Ele diz que sim. Amém. Vou andar em paz e me sentir segura pelo menos nesse dia.
   Sim, esse é um relato meu. Passo isso todos os dias. Estar sempre pensando em mil possibilidades depois de um dia cansativo em que o meu corpo e mente só pedem por menos preocupações e inseguranças, é exaustante. Não andamos em paz, andamos com medo. Mulheres.


- Estou para escrever esse texto a um tempo porque é um assunto que sempre mexe muito comigo e que eu sei que não acontece só comigo. Juntas somos mais fortes. "Se virem algo, sejam testemunhas contra esse delito".





Comentários

Postagens mais visitadas