Resenha Crítica: Ricos de Amor


  OiOi, turubom? 

  No post de hoje venho comentar sobre um filme brasileiro recém lançado na Netflix, que ficou no top10 nessa semana na plataforma! 

  Então bora, lá!

Cartaz do filme Ricos de Amor


"Teto é um jovem rico que quer conquistar Paula, sua crush. Mas, para isso, precisar contar uma mentira que pode virar sua vida de cabeça para baixo."
Tempo de duração: 1h45min
Gênero: Comédia Romântica
Estrelando: Danilo Mesquita, Giovanna Lancelotti, Jaffar Bambirra
Minha classificação: 4/5


O mercado cinematográfico brasileiro está investindo pesado nos últimos tempos, trazendo filmes com um enredo muito bom e atores incríveis, e agora foi o momento de Ricos de Amor.
A história tem como ponto principal o romance de Teto (Danilo Mesquita), filho de um dos produtores de tomates mais importantes, ou seja extremamente rico, que sempre teve tudo nas suas mãos, e Paula (Giovanna Lancelotti), uma estudante de medicina de classe média, que batalhou muito para chegar onde chegou. Porém, a história de outros personagens também são retratados fortemente no filme, que é o caso da Monique (Lellê) e Igor (Jaffar Bambirra). Isso tem pontos positivos e negativos, visto que ao mesmo tempo que assuntos como desigualdade social e assédio são retratados, dando palco para outra esferas da história, o protagonismo do casal em muitas vezes fica como segundo plano.

Cenas do filme Ricos de Amor


 Outro ponto que eu achei bem questionador são as personagens: Alana (Fernanda Paes Lemos) e Ana Carolina (Juliana Xavier). Alana ao longo do filme se mostra uma mulher que quer se envolver claramente por interesse com o suposto Teto, porém no final ela muda totalmente de postura, contrastando muito com o perfil psicológico da personagem. Já Ana Carolina não tem personalidade no filme, sendo uma personagem indiferente, que poderia ser substituída facilmente. 
A príncipio eu gostei MUITO do filme, pois achei ele leve, cômico, fofo e eu amo esse gênero, porém já quando eu assistia eu senti que o romance entre Teto e Paula poderia ter sido mais explorado ao longo do filme e isso me deixou com aquele sentimento: MEU, CADÊ O MEU CASAL?. Mesmo com esse e os outros pontos negativos que frisei, eu recomendo pra quem quer assistir algo leve, divertido e com uma pitada de romance! 




E você, já assistiu? Qual foi sua opinião?
Semana que vem o post será lá no Instagram, então fica ligado por lá! 💛




Instagram e Facebook: @umpoucodecadamundoblog

Comentários

  1. Eu assisti e amei o filme um filme para toda a família assistir leve e muito engraçado

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas