BOOKSTORIE: SÉRIE NÃO SE APEGA, NÃO

OiOi pessoal, tudo bom?

Recentemente fiz uma enquete lá no Instagram (@umpoucodecadamundoblog), onde eu pedi para que vocês escolhessem qual série de livros seria legal falar aqui no blog e esta foi a escolhida!

Então, let's go!




1. Não se apega, não

  
 O livro já começa quebrando todos os padrões porque a personagem começa contando que terminou o namoro e dá uma breve introdução de como este já estava desgastado a um tempo, e com isso, ela faz uma ligação com outros assuntos, por exemplo, o amor próprio, a necessidade que as pessoas têm de ter ou manter um relacionamento só por medo de ficarem sozinhas, e que ficar sozinha não é nenhum problema e etc. 
   A real é que o livro é uma mistura de romance e auto-ajuda, não dá para saber ao certo o gênero que ele pertence. A história gira em torno da personagem Isabela, onde ela vai contando os acontecimentos da sua vida e baseado nisso, a autora (que o nome também é Isabela) tira algum ensinamento e repassa para o leitor. Muitas vezes fiquei confusa enquanto eu lia, não sabia se era a autora ou a personagem que estava dialogando.


Algumas das 20 regras do desapego:

1 - Odiar as pessoas não leva a nada. O ódio corrói nosso coração e o deixa fraco pra receber amor. 
2 - Fingir que sou insensível e que não me importo não funciona. Eu me importo, sim. E eu choro muito também. E que se dane o que as pessoas pensam disso.
3 - Não adianta tentar segurar as pessoas na nossa vida. Se elas precisam ir, deixe que se vão. O que for de verdade, volta.Se você vai querer de volta, bem, isso a gente não tem como saber, né? 
4 - Mudar as pessoas não é algo que esteja a seu alcance. As pessoas só mudam quando querem mudar. E, geralmente, elas não querem.
5 - Fugir das coisas não me livra delas. Só agenda o sofrimento mais para a frente.

2. Não se iluda, não


   A diferença desse e do próximo para o anterior é que a autora deixa seus conselhos mais nas entrelinhas e dá mais voz a personagem. Não existe com tanta evidência aquela imagem de "auto-ajuda", na minha opinião. 
   Nesse a protagonista cria um blog, que é como se fosse um diário anonimo virtual, onde ela vai desabafando sobre todos os impasses que acontecia na sua vida, nem imaginando como que esse site irá virar a vida dela de cabeça para baixo! Brigas, choros e risadas estão confirmadíssima para o leitor nessa temporada. A persistência nos sonhos é um dos pontos principais do desfecho.

Algumas das 20 regras para não se iludir:
1 - Não importa quantas chances você está disposto a dar a uma pessoa. Quem te quer mesmo, vai agarrar a primeira. Ou, no máximo, a segunda.
2 - A imaginação é nosso pior inimigo. Mas sonhar é essencial.
3 - Sonhar não é a mesma coisa que se iludir. O sonho empurra você na direção dos seus objetivos. A ilusão paralisa, porque faz você acreditar que já chegou lá.
4 - Não é porque alguém te machucou um dia que você deve machucar todos os que cruzam o seu caminho, as pessoas são diferentes.
5 - Quanto mais cinzento o seu passado, mais cores você terá para coloris o futuro.


3. Não se enrola, não


   Nesse a vida da personagem muda totalmente. Ela vai morar em São Paulo com seu melhor amigo Pedro, já que ela tem a chance de trabalhar com uma coisa que ela sempre sonhou: escrevendo. 
   Também temos o assunto "amizade colorida" como um dos principais assuntos e a caminhada dela para a realização completa do seu grande sonho! Em alguns pedaços do livro a autora deixa a amostra alguns rascunhos do seu plano que está para se cumprir.

Algumas das 20 regras para não se enrolar:



1. Diga o que você sente. Esconder seus sentimentos é burrice, e às vezes tudo de que uma relação precisa para existir é um pouco de coragem.


2. Não se iluda. Nem todo mundo que sorri para você é alguém que mereça seu carinho. A carência a impulsiona a cometer loucuras.

3. Pare de tentar arrumar justificativas para as atitudes ruins da outra pessoa e encare a realidade como ela é. Às vezes, cruel.

4. Não insista quando o outro falar que não quer mais. Aceite. Ninguém está imune a levar um fora.

5. Não prometa o que não pode cumprir. Não alimente seu ego dando falsas esperanças para alguém que não fará parte do seu futuro.


Essa série não é um livro bibliográfico, apesar de ter ligações com a realidade da autora, Isabela Freitas. Não pude discorrer muito sobre a história do segundo e terceiro livro porque é uma continuação, e acredito que vocês me matariam se esse post tivesse spoiler. 
Recomendo muito essa série para todos porque ele trata sobre muitas coisas que vivemos hoje, como: o amor líquido, a cobrança da sociedade de sempre termos alguém para nos sentir completos, nunca desistir dos nossos sonhos e etc. 
Me ajudou a pensar mais em mim e a parar de insistir em coisas que eu sei que não vão dar certo <3.



Espero que vocês tenham gostado! Curtam a página do Facebook: Um Pouco De Cada Mundo, e sigam no Instagram: @umpoucodecadamundoblog 


Comentários

Postagens mais visitadas